MUDAR, PRA QUE?

Chegamos livres a esse mundo, manifestávamos alegria, confiança, podíamos ser nós mesmos, pois não estávamos contaminados pela timidez nem pelo medo. Nossos pais eram nossos ídolos, nossos heróis e nós os seguíamos sem nenhuma preocupação sobre o lugar para onde estavam nos levando.

Quais eram os seus sonhos quando você era criança?

O que desses sonhos ainda vive em você? Você já se perguntou isso?  Muitos dos seus sonhos ainda estão vivos em você. Em algumas de suas atividades diárias, inconscientemente, você ainda traz a alegria da criança que um dia foi.

Os sonhos mudam, mas o que buscamos é realização e felicidade. Ser feliz e realizado é simples como o sorriso de uma criança, como assistir um pôr do sol, ver uma flor nascer. Quando você percebe que sendo você mesmo, libertando-se do que não te faz bem, você estará se libertando do que já não te serve mais e poderá caminhar na direção daquilo que te faz feliz, mas antes precisa  jogar fora o lixo que está na sua mente e que te acorrenta a padrões que não estão de acordo com o que você quer para você e com o que você não acredita mais, se é que um dia acreditou.

É incrível como nos acostumamos com tudo, até com o que não nos faz bem, você tem um mundo de possibilidades, mas eu sei que sair da zona de conforto é doloroso, passei diversas vezes por isso, mas garanto que se você conseguir dar o primeiro passo, existe algo te esperando do outro lado que te fará muito bem. Depois de um tempo entrará em uma nova zona de conforto até que volte a ter uma nova necessidade de mudar. Mudanças são uma constante, mudar é uma rotina real, todo o tempo existe algo em mutação no mundo e em algum momento essa mudança pode e vai atingir você, portanto esteja pronto e, quando for inevitável, não resista, mude.

Feche os olhos, respire fundo e pergunte-se: qual é o meu sonho hoje? quem são meus heróis? Traga de volta aquela criança que sonhava, que se permitia ser quem era, dê a mão para essa criança que ainda vive em você, traga-a para o seu lado, olhe nos olhos dela e diga: Está tudo bem, você pode sorrir, pode voltar a ser você mesmo, diga-lhe também: você pode confiar em mim,  farei o meu melhor para que sejamos felizes novamente.

Você  quer ser um agente de transformação?

Conte conosco, faça a mudança que você quer ver no mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *